Destaque

Recado do Léo

610 por 180 Banner

Conectando Ideias está de cara nova, dentro da plataforma WordPress agora, trazendo as continuidades das novelas e seriados, flash backs, divulgações de serviços e muito mais. O site ainda está em desenvolvimento. Estamos trabalhando pra poder deixar ele prontinho pra você, mas as postagens estão aí para quem quiser dar uma conferida e compartilhar com outras pessoas na web. O link anterior http://www.talentososescritores.com.br, no qual originou o primeiro título deste blog, está desativado no Blogger. Bom, o que o site Conectando Ideias têm de diferente? Uma nova forma de entretenimento. O site vai anunciar empresas e vai divulgar serviços externos, vai contar com a colaboração de novos escritores, além de estar postando os mesmos conteúdos que antes eram publicados no Blogger. A logomarca ficou diferente. A página oficial no Facebook (Dá um clique no Curtir do lado aí!) ganhou parceiros youtubers, com transmissões ao vivo. O grupo, para quem quiser participar, no Face é: www.facebook.com/groups/conecte.ideias/ . Emfim, galera espero que curtam essa novidade na web! Dúvidas, sugestões? Mande sua mensagem aí!

Um grande Abraço!

Leandro Elesbao

Capturar

https://www.magazinevoce.com.br/magazineleoesilva25/p/conjunto-de-mesa-madeira-com-4-cadeiras-madesa-jade/154904/

Anúncios

Sexto Capítulo de Com Quem Eu Fico

Nos últimos dias recentes, Angra dos Reis passou por um verdadeiro caos, por conta da rivalidade entre facções criminosas e todo o estado em peso, ficou ciente dessa notícia tão impactante. A cidade não teve um minuto de paz e muita gente estava sob forte tensão. É lamentável, porém inevitável dizer que algo assim aconteça. Assim como qualquer outra cidade sofre riscos de ameaças do tráfico e criminalidade, Angra dos Reis não se torna um lugar perfeito. Mesmo tendo suas belezas naturais, a cidade não nos trouxe sorrisos. Mas a vida não é feita apenas de sorrisos, não é mesmo? Sendo um lugar incrível, bonito por natureza, existem dias frios e dias quentes, calorosos. Dias em que pessoas vão querer se mandar e dias que vão querer ficar. Angra dos Reis continua sendo a cidade dos reis. O paraíso que desperta o interesse de ser visitado e ser descoberto. O paraíso que nunca pode deixar de sorrir por conta de pessoas que praticam o mal. Este lugar que fica sempre no coração de alguém, que quando chega, não tem data certa pra ir embora. Paz!

Cínthia decide fazer umas compras pra casa num supermercado próximo e Mateus decide ficar em casa, ajudando Odilon nas telas. Ao passar as compras no caixa, Cínthia decide pegar o cartão de crédito. Juliano, um rapaz que atende no caixa naquele exato momento, observa cauteloso o jeito de Cínthia e passa as compras dela.

_bom dia! cartão de crédito ou débito? _ele pergunta.

_crédito. _ela responde, gentil.

_eu nunca te vi por aqui. Você é alguma turista?

_não. Meus pais moram aqui há doze anos. Sou da cidade mesmo.

_ ah, bem. _ele diz, meio sem jeito.

_desculpe perguntar, mas isso é uma interrogativa?

_por quê? Ah, desculpe! Eu não queria incomodá-la.

_não. Imagina! Eu só estou brincando contigo.

Ele sorri com o jeito da jovem.

_posso saber ao menos o seu nome?

_sim. Cínthia. _ela responde.

_prazer em conhecer, meu nome é Juliano.

_eu já sabia. _ela diz, num tom divertido.

_como assim?

_pelo seu crachá na camisa. _ela responde e sai. _a gente se vê por aí, Juliano e não precisa se sentir constrangido. Eu também gostei de tê-lo conhecido.

O atendente sorri com o jeito de Cínthia e não desgruda os olhos dela por nenhum segundo. Até que…

_senhor, eu estou com pressa! _interrompe uma cliente. _Tenho que trabalhar daqui há alguns minutos.

_desculpe! _diz Juliano, voltando a si.

leitor-motorola-9203_env_conv
Atendendo a clientela

Ronaldo anda pela Rua do Comércio quando encontra uma loja de sapatos em frente. Ele pensa em entrar, mas decide observar os modelos na vitrine. Nessa mesma hora, Daniela também passa na rua com a sua bolsa a tiracolo, atenta a cada volta e detalhe. De repente, ela se lembra da foto em sua carteira e decide verificar a bolsa.

_será que eu guardei a foto do meu pai aqui?

De repente, por um ímpeto, um rapaz surge apavorado na rua do comércio e encontra Dani com a bolsa a tiracolo. Ele a joga no chão e pega a bolsa de sua mão. Dani fica desesperada com o furto e o segue, pedindo que alguém a ajude ali naquele momento.

_pega esse ladrão! _ela sofre agoniada.

Ronaldo ouve uma algazarra em sua frente e encontra o bandido ser seguido por uma jovem. Ele decide tomar a frente da situação e tenta pegá-lo, a qualquer custo. Uma das pessoas que estavam no local decide ligar pra polícia. Dani corre, mas suas pernas não conseguem alcançá-lo. Ronaldo que estava a um passo à frente detém o bandido e consegue dominá-lo na força.

_espera! Por favor! _ele suplica ao ser pego pela garganta.

_isso não te pertence! _se enfurece Ronaldo.

A policia chega e os encontram. O bandido se rende e Dani se aproxima devagar, tensa.

_obrigada! Muito obrigada mesmo! _ela agradece ao vê-lo com a bolsa.

Ronaldo entrega a bolsa a ela enquanto os policiais normalizam a situação.

_bem, acho que eu estou em dívida com você.

_não precisa me pagar nada.

_bom, se você não faz questão, eu posso saber o seu nome?

_claro. Me chamo Ronaldo! _ele se apresenta.

_prazer. Meu nome é Daniela. _ela responde, feliz. _obrigada por ter me ajudado, Ronaldo! Valeu mesmo! Tem certeza de que não precisa de minha ajuda?

_bem. _ele pensa em seu avô, mas não lhe revela nada por enquanto. _acho que não.

_ok! Bom, eu vou indo. Foi um prazer conhecê-lo! _ ela se despede e sai.

_igualmente. _ele diz.

De repente, ele se lembra de algo e a chama de volta.

_o que foi? _ela se intriga curiosa.

_posso pelo menos lhe convidar pra tomar um café?

_Adoraria. _ela diz, sorrindo.

A partir daquele exato momento, o olhar sério de menina viu a sua sorte cair como um raio. Seria o início de um romance ou apenas uma amizade repentina? Talvez o destino lhe responda essa questão em breve.

cb6cc2fdd612a53501d46385bb82f65f
Dani tem sua bolsa recuperada

Cínthia chega em casa com as compras e encontra seu pai conversando com Mateus na sala.

_vejo que vocês dois estão se dando muito bem, hein! _diz ela.

_seu pai está me contando sobre o trabalho dele por aqui. _diz Mateus.

_hum. _ela sussura.  _ por que você não quis vir comigo? _ela pergunta.

_eu decidi ficar aqui um pouco pra arrumar minhas coisas. _ele responde.

_Mateus, você não precisava ter ficado aqui. Você é praticamente um turista aqui na cidade. Deveria ter acompanhado a minha filha, pelo menos pra conhecer um pouco. _interfere Odilon.

_bem, eu vou ter muito tempo pra conhecer cada ponto dessa cidade. Não se preocupe! _diz Mateus, sorrindo.

_bem, você chegou e eu tô saindo! _diz Odilon, disposto a abrir a porta.

_pra onde vai, pai? _a filha pergunta.

_bem, seu pai precisa trabalhar, ora. Tenho um ateliê á minha espera, que precisa ser aberto para o público. _ele diz, sorrindo alegremente e beijando a filha na testa. _bem, já vou! Diga a sua mãe que já fui trabalhar?

_tá bom, meu pai! _ela o acompanha até a porta.

Mateus a abraça fortemente e pergunta:

_o que iremos fazer hoje, hein?

_que tal um passeio de escuna! _ele responde.

_ótima idéia! Eu estava querendo fazer um mergulho.

_bem, vamos nos preparar, então! _se arruma Cínthia, disposta. _Tem algum lugar que queira conhecer?

_Bom, você será a minha guia. _diz Mateus, fazendo ela sorrir.

Segunda maior ilha da baía de Angra, de enseadas estreitas, pequenas e de mar calmo, oferecendo recantos imperdíveis, como a Ilha do Dentista (Jurubaíba), Praia das Flechas, Praia das amendoeiras,  além de pontos para mergulho como as praias de Sururu, Piedade, da Fazenda e da Venda.

ilha-da-gipoia-angra-dos-reis-2-1024x511
Ilha da Gipóia

Algumas horas depois, André ensaia uma cena com sua equipe de teatro quando o diretor surge trazendo uma nova aluna pra participar também dos ensaios. A jovem se apresenta como Joseane e cumprimenta á todos.  André admira a beleza da jovem iniciante e o diretor pede para a equipe continuar a cena que estava em pausa. A equipe obedece e André não consegue desviar os olhares de Joseane.

Neste ínterim, Helen prepara o jantar quando Walter chega do trabalho.

_tudo bem querida?

_tudo certo, amor. _responde ela, servindo os pratos.

Walter percebe que Renata se arruma pra sair e decide conversar com a esposa.

_pra onde ela vai? _ele pergunta curioso.

_ela vai sair hoje á noite. _responde a mulher, atarefada.

_você não vai cuidar do filho dela de novo não vai?

_amor, eu prometi á ela. _responde Helen.

_será que isso nunca vai acabar Helen? O filho é dela, não seu!

_amor, escute: eu gosto de cuidar do menino. _diz a esposa, sendo pacífica.

_eu não acredito que você está me dizendo uma  coisa dessas.

Helen abaixa a cabeça.

Renata sai do quarto e diz:

_bom, Helen! Tem certeza de que vai ficar bem?

_sim, Renata! Pode ir. Eu fico com ele! _diz Helen, caridosa.

_obrigada amiga! _ela agradece.

Walter a encara e diz:

_Renata, você encontrou um lugar pra ficar?

Ela o encara hesitante e responde:

_eu estou pesquisando um lugar, senhor Walter. Mas não se preocupe: eu vou sair da sua casa assim que arranjar um canto para eu e meu filho.

Helen decide interferir.

_Renata, você pode pesquisar com calma e sem pressa ok!

Walter encara a esposa e sai em silêncio.

Renata percebe e comenta com Helen:

_acho que ele não está satisfeito com a minha presença nesta casa?

_deixa Walter pra lá, Renata! Se você quiser continuar aqui, pode ficar até conseguir um lugar pra você e o seu filho. Não se preocupe!

_obrigada amiga! Eu não seria nada sem você!  _diz Renata a abraçando.

O sol se põe á tardinha e logo vem á noite, com a lua clara e serena surgindo entre as nuvens cinza-escuras. Edileusa sai de casa toda arrumada e decide verificar o interior de sua bolsa á procura das chaves pra trancar o portão principal. Marcelo surge na esquina com o seu carro e pára em frente á um sobrado que fica ao lado da rua principal do bairro. A jovem observa o rapaz alto e estiloso e se surpreende ao reconhecê-lo.

_Marcelo, é você? _ela pergunta ao se aproximar dele.

O rapaz vira-se e a encontra em sua frente.

_sim. E você? _ele não a reconhece.

_sou eu, Marcelo! Edileusa. Se lembra de mim?

Marcelo não consegue acreditar no que vê.

_Edileusa, mas você está diferente hein?

_diferente como? _ela se indaga, sorrindo.

_está bonita como sempre esteve. _ele responde.

Ela sorri e diz:

_e você está diferente também! Cada vez mais bonito como sempre esteve.

Marcelo sorri agora e pergunta:

_desculpe a pergunta, mas pra onde vai toda arrumada assim?

_eu vou á um pagode que está rolando aqui no bairro. Está a fim de ir?

_ah sei. Ainda curte um pagode? Mas obrigado pelo convite! É muita gentileza sua, mas não posso ir. _ele recusa.

_que pena! _diz ela, desapontada.

_mas haverá outras oportunidades, Edileusa. Como vai a sua vida?

_muito trabalho e você?

_também a rotina está puxada. Mas foi bom te reencontrar de novo!

_eu também gostei muito de te encontrar. Desde que nós dois nos afastamos, eu nunca deixei de pensar em você por nenhum momento.

_Edileusa, que tal não falarmos sobre o passado?

_ah claro! Desculpe tocar neste assunto!

_sem problemas. É que o passado é algo que eu gosto de manter guardado, trancado á sete Chaves entende?

_sim. Entendo! Você sempre deixou os assuntos do passado bem longe não é mesmo?

_exatamente. _ele responde, sincero. _agora eu preciso ir. Tenha uma boa noite e divirta-se!

_obrigada! _ela responde e o deixa seguir seu caminho.

Depois do trabalho, Wesley pega seu carro e decide dar uma passada na casa de um amigo e ao chegar no bairro, ele se surpreende ao ver Pâmela trabalhando como vendedora numa loja de roupas femininas.

_não pode ser! Só pode ser ela! _ele se indaga.

Apressadamente, ele sai do carro e tranca a porta, fazendo soar um pequeno alarme anti-roubo. Ele se aproxima devagar e de repente, André o encontra e bloqueia seu caminho.

_fala Wesley! Beleza, cara? _ele o cumprimenta, apertando a sua mão.

_e ae, tranqüilidade, mano?

_tudo certo. O que faz por aqui justamente hoje?

_eu vim dar uma passada aqui pra falar com você.

_ah claro! Diz ae, brother!

_antes, me responda algo: conhece aquela garota? _ele aponta Pâmela na loja e André observa.

_eu sei quem é ela, Wesley! É Pâmela! _ele vira-se e responde a pergunta. _por quê?

Weslley fica sério com a pergunta do amigo.

 

Chuva By Infinita Liberdade

Vai chover
o tempo escureceu
e com suas nuvens e ventos
me levou o pensamento pra longe
pra você.

Vai chover
E quando a chuva cair
Uma gota vai pingar no meu cabelo
E um cisco virá com o vento
Uma lágrima vai cair
De lacrimejar
Ao lembrar
Daquele pequeno momento.

Vai chover
e os relâmpagos
vão continuar me assustando
Mesmo eu tendo meus vinte e muitos anos.

Vai chover
E o salto alto vai afundar na poça
a chuva vai molhar muito mais que minha bolsa.

Vai chover
E os meus olhos também choverão
Choverão águas de março
Uma tempestade no vão.

Choveu
O salto quebrou
A bolsa molhou
o amor…O amor acabou
E agora José, tem guarda-chuva aí?

https://infinitaliberdade.blogspot.com.br

Certeza de Viver a dois

Não sei que dia. Que mês. Se será neste ano. Ou no próximo. Eu só sei que vai ser muito chato esperar tanto tempo pra gente ficar junto. Às vezes quando conversamos, eu fico observando como deve ser bom se estivéssemos tão próximos. Eu fico idealizando os momentos do teu lado, tais como: nós dois viajando e te observar pegar no sono, encostando sua cabeça no meu ombro; a gente na cozinha ajudando um ao outro, fazendo panquecas e tudo o que existir num caderno de receitas; eu e você vendo filmes com direito a pipoca de microondas; etc..

Como queria que um destes momentos fosse hoje. Dividir a atenção e o carinho com quem gosta é uma coisa muito boa. Compartilhar o respeito. Prezar a confiança. Seria como realizar um sonho. Mas o tempo pode determinar tudo. E eu reconheço que é necessário tempo para conhecer mais, se aprofundar melhor de quem você deseja pra sua vida. E quando recebo uma mensagem sua ou ouço sua voz, eu me sinto bem. Me faz bem ficar conversando, trocando assuntos até certas horas, todo santo dia. Às vezes, curto suas fotos. Fico olhando suas postagens. Te admirando. Pensando. E pensando se um dia tudo o que imagino aconteceria. Eu esperarei com certeza por uma oportunidade assim.

A nossa chance vai chegar. Tenho certeza!

Promoção “Sua Chance”

Pra você que gosta de escrever e quer ver seu livro divulgado, a Rádio Rota do Sol FM está lançando uma promoção bacana associado ao site conectando Ideias.
Basta seguir o site Conectando Ideias, curtir a página do Facebook, curtir a página da rádio (https://www.facebook.com/RotaDoSol879), comentar seu nome de usuário acompanhado do símbolo (@) e um titulo favorito, dentro das listas de obras suas publicadas em sua autoria, nesta postagem compartilhada agora mesmo.

Apenas uma obra será válida e a promoção só é reservada para escritores que possuem o app Wattpad. Não precisa estar completa pra participar, ok! Será desclassificado comentários envolvendo mais de uma obra, indicação de usuários ou links de perfis dos próprios.
O sorteado (a) terá seu nome de usuário e o nome da obra vencedora divulgado pela própria rádio, em sua programação normal sob a apresentação do locutor Allyson Silva e o site fará um post de divulgação com direito a trecho do conteúdo e link de perfil.

Se a sua região não pega o canal da rádio 87.9 FM, não tem problema. O site online transmite a programação normal e pode ser acessado em todo o Brasil.

O resultado da promoção sai no dia 01.03. Participem!

Site da rádio parceira online: www.radiorotadosol.com.br

10173699_581947938567786_1703810842_n